Restaurante D. Isilda

Classificação: Nenhum Média: 1 (2 votos)
Rua da Serrinha são Brás, 2950 Palmela
212 333 255
Encerra às Terças
Disponível
Não
Dinheiro
Multibanco
20€
Descrição: 

Instalado no sopé da Serra do Louro, o restaurante recebe-o com um relaxante espaço exterior, com uma vasta área ajardinada que antecipa o contacto com a esplendorosa paisagem do Parque Natural da Serra da Arrábida.
Poderá encontrar diariamente ao seu dispor, um serviço de Buffet que lhe oferece uma vasta escolha de diferentes especialidades da Cozinha Tradicional Portuguesa.
A ementa é habitualmente composta por 20 pratos quentes, 16 saladas frias, mesa de Queijos e mesa de Enchidos de diversas regiões do País, mesa de frutas frescas e mesa de doces conventuais. Poderá acompanhar a sua refeição com vinho tinto ou branco da Região, cervejas nacionais, refrigerantes ou águas, terminando com o seu café e um Moscatel de Setúbal.

Mais Restaurantes nas proximidades...

Javascript is required to view this map.

Ver Restaurante D. Isilda no mapa...

Javascript is required to view this map.

nas redondezas

ver no mapa

D. Isilda
Restaurante D. Isilda
0.1
Pérola da Serra
Restaurante Pérola da Serra
0.35
Retiro Azul
Restaurante Retiro Azul
0
O Sobreiro
Restaurante O Sobreiro
0.45
Lancelot
Restaurante Lancelot
0
EL Toro
Restaurante EL Toro
0.1
Restaurante D. Isilda
Based on 2 Review

As avaliações dos nossos utilizadores.

Retrato de Joao Azevedo
1

Horrível. Pratos do mais banal que existe (mão de vaca; pá de porco; bacalhau (creme de batata) espiritual. Empadão de (hehe) perdiz?? Onde? Mais uma vez, batata e muitas natas gratinadas.
Sopas? De nome tem varias, mas todas pessimamente confecionadas e que em nada tem a ver com as originais. Pensava que estava a comer feijoada e afinal era sopa da pedra aguada. A de cação só tinha o cheiro ao dito peixe.
Mesa razoável de queijos, mas a de enchidos não lembra a ninguém pois os chouriços e morcelas são cortados em barda sem piada nenhuma, crus e sem se poderem comer.
Vinho não servem, mas sim uma miséria com gaz intragável e industrial.
Sangria é uma expressão pois é uma agua suja sem frutas ou sequer gelo suficiente.
O sumo de ….pois não se sabe o que é apenas que é de pacote industrial parecido com o da cantina da miséria.
Roubam-nos 25 euros por pessoa pois com este tipo de serviço tem umas margens de lucro brutais.
Nota final para o imenso salão em que enfiaram seguramente mais de 800 pessoas, misturando casamentos, baptizados, reunião de empresa e casais, num ambiente horrível de calor e sujidade pois não tem empregados para limpar as mesas de tanta gente.

A esquecer definitivamente e é difícil passar por pior.